Subscribe: FaceBook

Ads 468x60px

Featured Posts

domingo, 24 de setembro de 2017

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR: Flávio Dino inaugurou várias obras e "boato" é desmentido

     O oportunista Josimar lá de Maranhãozinho tem inúmeros “jornalistas” que a cada passo do parlamentar é registrado e divulgado, mas o que ocorre é que as notícias na maioria das vezes tentam confundir a opinião pública, ganham uma direção a “contramão” da realidade, tudo possivelmente para favorecer o deputado.

      Segundo informações, essa postura duvidosa se repetiu na última sexta-feira, na tentativa de gerar atrito entre os aliados em São José de Ribamar. O “boato” era que o prefeito Luís Fernando apoiará respectivamente para deputado federal  e estadual, Josimar lá de Maranhãozinho e Hélio Soares.

    Só que no último Sábado, o Governador acompanhado de secretários de estado, deputados federais e estaduais, esteve na cidade para uma cerimônia de inauguração. Luís Fernando fez questão  de colocar para todos quem são os seus o cerimonial seria uma oportunidade para que ele se pronunciasse.

    Logo todos perceberam que não era verdade o tal “boato”, a  confirmação veio quando somente o Governador Flávio Dino, Luís Fernando, Zé Reinaldo e Neto Evangelista  fizeram uso da palavra.
   
     A informação é que para Deputado Estadual, Luís Fernando tem compromisso com Neto Evangelista.

IFMA COMPLETA CENTO E OITO ANOS

     Dia 23 de setembro é uma data que não desaparece da memória de quem estudou na Escola Técnica, no CEFET-MA ou no IFMA. Quem foi aluno ali, aprendeu que essa é a data do aniversário dessa Instituição que atravessou gerações, mudou de nome várias vezes, modernizou-se, acompanhou o processo histórico, sem nunca ser esquecida pelos seus Egressos.

    Vale lembrar a estimada Escola Técnica que tanto orgulho deu aos maranhenses pela qualidade do ensino industrial, pelos desfiles do 7 de setembro com os alunos desfilando no compasso da banda do Maestro Prof. João Carlos Nazaré, pai da Cantora Alcione. A Escola Técnica encerrava o desfile estudantil do dia da Raça e do dia da Pátria com a multidão seguindo o pelotão.

     A Escola, como era carinhosamente chamada pelos alunos, formava técnicos industriais de nível médio, contando com uma equipe de bons mestres dirigida pelo inesquecível educador Prof. Ronald Carvalho.

     Em 1986, com a implantação dos grandes projetos minero-metalúrgicos no Maranhão, consórcio ALUMAR e Vale, a Escola Técnica sentiu-se na obrigação de continuar sendo protagonista do processo de preparação da mão de obra para atuar nesse novo mercado.

     Para conseguir o objetivo, a Instituição reavaliou seus planos e projetos e, sem abandonar o tradicional nível Técnico, ingressou no ensino superior, oferecendo cursos de Tecnologia em Eletrônica Industrial, Formação de Professores de Disciplinas Profissionalizantes e Engenharia Elétrica.

    Assim, com sua qualificada organização institucional, seus quadros de pessoal comprometidos e engajados, contando com laboratórios e oficinas em condições de oferecer grau Superior de Ensino, o Diretor Prof. Celso Leal, pleiteou e conseguiu do Presidente da República, o maranhense José Sarney, a transformação em Centro Federal de Educação Tecnológica do Maranhão.

    Com a decisão, o CEFET-MA além de ingressar na esfera do ensino superior, alimentou um novo sonho que se realizou no governo do Presidente Lula, ao transformá-lo no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IFMA.

    O novo modelo dos Institutos Federais implantado aqui no Maranhão com o IFMA, nasceu na gestão deste Prof. José Costa, o CEFET a três Escolas Agrotécnicas Federais, Codó, São Luís e São Raimundo das Mangabeiras. Assim, organizou-se uma nova Institucionalidade com prerrogativas especiais para oferecer um modelo único de educação profissional, que articula o ensino profissional de nível Básico, à graduação e Pós-Graduação.

     No dia 23 de setembro de 2017 a instituição completa 108 anos de fundação. Asseguramos que ela não envelheceu. O IFMA acompanhou o seu tempo, até se reinventou para responder às necessidades educacionais dos estudiosos jovens maranhenses.
Nessa corrida, foi necessário crescer no interior do estado, onde já estão implantados 29 campi nas principais cidades. As matrículas chegam a 42.000 alunos e oferece cursos de Graduação, Bacharelado, Engenharia, Tecnologia e pós-graduação latu senso, o strictu senso, com aberturas dos programas de mestrados e doutorados.

     Enfim, a cada ano o IFMA cresce, incorpora novos campi, mais Professores e Técnicos Administrativos e para marcar este aniversário, uma nova sede da Reitoria está sendo entregue pelo Reitor Prof. Dr. Roberto Brandão, situada na Avenida Colares Moreira, em frente ao Tropical Shopping Center. Esse empreendimento veio para selar o centésimo oitavo aniversário do IFMA e encher de orgulho servidores, alunos, parceiros e colaboradores.

Zé Costa
Texto: Zé Costa, ex-aluno da escola técnica e professor, foi Diretor-Geral do CEFET-MA e primeiro Reitor do IFMA

Fonte:imirante.com

sábado, 9 de setembro de 2017

CADÊ O DINHEIRO QUE TAVA AQUI?

    Já passou da hora de começar tratar professores e demais servidores com respeito e valorização.
     Os professores de Zé Doca em 2017 pela primeira vez na história ainda não sentiram o gosto de ter seus salários reajustados. Segundo o Sindicato dos Servidores Municipais (SINDSEP/ZD) os 7,64% definido pelo governo ainda é pauta das  reivindicações da classe.

Tabela dos repasses do FUNDEB
    Mesmo com a grande redução na folha de pagamento em relação a 2016 a administração do município sob gestão de Josinha Cunha – PR alega que os recursos do FUNDEB não são suficientementes para dar o reajuste como manda a lei.

    De acordo com o site do banco brasil até a presente data os recursos para a educação em 2016 somavam R $ 22.112.405,42 e neste ano até agora R $ 21.344.942,45.

     Se for levado em consideração o fato que o dinheiro da repatriação feita pelo governo federal repassado aos municípios no final de 2016  ficando em caixa para este ano no valor de aproximadamente 1,350 milhões até superam os repasses do ano passado dentro do mesmo período ( até 09 de Setembro) chegando a R $ 22.644.942,45.

    Diante de tudo isso e considerando o fato de que a folha de pagamento teve uma grande redução no seu valor tendo em vista que muitos trabalhadores foram aposentados, outros pediram licença sem vencimentos para não se submeter as perseguições e opressão imposta pela Prefeita Municipal.

    Soma-se a isso o fato de que os professores contratados trabalham dois turnos e recebem apenas um salário mínimo sendo que nas administrações anteriores estes recebiam o piso salarial do magistério de R $1.703 em 2016.

    Desde o início da nova gestão muitos trabalhadores reclamam mensalmente de descontos absurdos e até retenção de salários.

    Lembrando ainda que muitos profissionais de apoio a educação não estão recebendo a progressão funcional e ainda tiraram férias e nunca receberam o valor referente a esse direito.

     Contudo fica claro que não há motivos para que a administração do município não pague aos trabalhadores aquilo que é seu por direito. 



                      

sábado, 2 de setembro de 2017

PREFEITO ANDRÉ DOURADO DESCUMPRE DECISÃO JUDICIAL

    A Prefeitura de Carutapera efetuou o pagamento dos professores referente ao mês de agosto, nesta sexta-feira, 01 de setembro. Mas, apesar da decisão judicial que não autoriza o desconto das faltas no período da greve, muitos professores tiveram seus salários reduzidos por determinação do chefe do Poder Executivo.

    A fórmula encontrada pelo prefeito para enfraquecer o movimento não funcionou. Pois, isso revoltou ainda mais os professores que prometem se manifestar contra a onda de humilhações e perseguições aos profissionais da educação que tomou conta de Carutapera-MA, neste ano de 2017, com a administração do prefeito André Dourado.

    O descumprimento da decisão judicial demonstra que é um desrespeito ao poder judiciário por parte de alguém que administra e deveria ser o primeiro a dar exemplo no âmbito das relações entre as instituições e os poderes constituídos.

     Segundo se apurou, a Diretoria do Sindicato que representa os professores SINTEP/CARU, deverá averiguar a medida cabível para que essa situação dos descontos dos professores seja revertida.

    Na cidade, é quase unanimidade a opinião de que professores de Carutapera passam pelos piores momentos da sua carreira profissional, com forte descontentamento e indignação diante da postura da atual administração municipal.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

DANOS MORAIS | Estado é condenado a indenizar policial incapacitado em razão de acidente

O policial foi indenizado em razão de acidente 
decorrente de atividade no ambiente 
de trabalho (Foto: Ribamar Pinheiro)
A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJMA) condenou o Estado do Maranhão a pagar indenização, por danos morais, de R$ 40 mil, a um policial incapacitado definitivamente para o serviço ativo na Polícia Militar, em razão de acidente decorrente de atividade no ambiente de trabalho.
O autor da ação alegou que, em 12 de abril de 2006, ao comparecer ao seu trabalho, cumprindo escala de serviço, e iniciar a capina do pátio do quartel do 2º Esquadrão de Polícia Montada, na cidade de João Lisboa, sofreu um acidente ao manusear uma roçadeira com lâmina, o que ocasionou perfuração na parte interna de uma das coxas, causada por objeto cortante.
O policial disse que utilizava apenas o uniforme da corporação, sem uso de equipamento de proteção individual (EPI), e que o acidente teve sequelas irreversíveis, conforme laudos médicos anexados à ação, que atestam, entre outras, diminuição funcional do membro afetado e força muscular reduzida, tendo sido reconhecido como inapto para o exercício de suas atividades ocupacionais em caráter definitivo.
Ele disse que, mesmo reconhecida a sua incapacidade laborativa, foi compelido pela corporação a retornar às suas atividades normais, tendo sido negado o seu pedido de aposentadoria.
O Estado sustentou que a reforma para a inatividade será aplicada ao militar que for julgado incapaz em definitivo para o serviço, desde que apurada tal condição pela Junta Superior de Saúde da Polícia Militar.
A Justiça de primeira instância julgou parcialmente procedentes os pedidos do autor, condenando o Estado a proceder à reforma do policial.
O relator da matéria reexaminada pelo TJMA, desembargador Ricardo Duailibe, frisou que existe, nos autos, documento expedido pela Junta Militar de Saúde da PMMA, datado de janeiro de 2013, em que se constatou o diagnóstico de lesão do nervo ciático (paralisia irreversível e incapacitante), considerando o policial incapaz definitivamente para o serviço ativo.
Duailibe entendeu que ficou evidenciado que o policial foi considerado inapto para exercer suas funções ocupacionais, concordando com a decisão de 1º Grau que determinou a reforma para a inatividade.
Entretanto, o relator observou que a sentença deixou de condenar o Estado a pagar danos morais, materiais e estéticos. Duailibe considerou que, ao contrário do que concluiu o Juízo de primeira instância, revela-se cabível a responsabilidade civil a incidir sobre o Estado, uma vez que a incapacidade definitiva e a inaptidão ocorreram em consequência do exercício da atividade de capinar, sem que o policial possuísse treinamento e sem uso de EPI.
O relator entendeu como evidente a negligência do Estado no seu dever de fiscalizar o local de trabalho e as atividades exercidas por seus servidores, bem como pelo não fornecimento de equipamentos de segurança.
Quanto ao dano moral, disse que o direito à sua indenização dever ser assegurado nos casos de violação à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem por ação de terceiro, nos termos do artigo 5º, X, da Constituição Federal.
Dentro dos princípios da proporcionalidade e razoabilidade, o desembargador considerou o valor de R$ 40 mil adequado. Quanto aos pedidos a título de dano estético e material, considerou que os elementos constantes nos autos não se revelam suficientes para a sua configuração.
Os desembargadores José, de Ribamar Castro e Raimundo Barros concordaram com o entendimento do relator. (Protocolo nº 46274/2016 - Imperatriz)

(Assessoria de Comunicação do TJMA)

domingo, 2 de julho de 2017

Para moralizar é preciso ter moral. Josimar de Maranhãozinho tem tanta moral assim?

     Josimar do Maranhãozinho pode até ter falsificado o diploma escolar conforme disse o Deputado Federal  Aluisio Mendes, não ter frequentado a escola ou  ter pouco instrução escolar, mas é inteligente,  bom marqueteiro e sabe repetir fatos não verdadeiros a  seu favor e fatos mentirosos contra seus inimigos, que terminam por se tornar verdade no imaginário popular e enganar até incautos na Capital.  O Deputado tem uma rede eficiente de blogueiros na BR 316 e de propagadores da mentira, empregados nas prefeituras como a de Zé Doca e  bastante eficientes para louvar seu nome e acabar com a reputação de pessoas que escolhe como adversários.  Ele usa a mesma tática de Josefh Goebbels, Ministro da Propaganda de Hitler e do  Terceiro Reich, ou seja do Nazismo, que criou a teoria de que se deve repetir uma mentira muitas vezes até que ele se torne verdade na mente das pessoas: de tanto ouvir uma mentira aquela mentira passa a residir no ânimo intelectivo das pessoas como se fosse uma verdade.

      Vejamos como é verdade que  e o comportamento do Josimar e da turma dele se aproxima da quase totalidade dos princípios de Goebbels: o violento ministro de propaganda de Hitler criou 11 princípios que levaram o povo alemão a tentar exterminar a humanidade e matar os bons homens e isso  achando que estavam certos,  esses princípios nortearam a ação de Hitler: 

I - Princípio da simplificação e do inimigo único: simplifique e  não diversifique, escolha um inimigo por vez. ignore o que os outros fazem concentre-se em um até acabar com ele; 

II - Princípio do contágio: divulgue a capacidade de contágio que este inimigo tem.  Colocar um antes perfeito e mostrar como o presente e o futuro estão sendo contaminados por este inimigo; 

III - Princípio da transposição: transladar todos os males sociais a este inimigo; 

IV - Princípio da Exageração e desfiguração: exagerar as más noticias até desfigurá-las transformando um delito em mil delitos criando assim um clima de profunda insegurança e temor. “O que nos acontecerá? 

V - Princípio da Vulgarização: transforma tudo numa coisa torpe e de má índole. As ações do inimigo são vulgares, ordinárias, fáceis de descobrir; 

VI.- Princípio da Orquestração: fazer ressonar os boatos até se transformarem em notícias sendo estas replicadas pela “imprensa oficial;  

VII - Princípio da Renovação: sempre há que bombardear com novas notícias (sobre o inimigo escolhido) para que o receptor não tenha tempo de pensar, pois está sufocado por elas; 

VIII.- Princípio do Verossímil: discutir a informação com diversas interpretações de especialistas, mas todas em contra do inimigo escolhido. O objetivo deste debate é que o receptor, não perceba que o assunto interpretado não é verdadeiro;

IX.- Princípio do Silêncio: ocultar toda a informação que não seja conveniente; 

X .- Princípio da Transferência;

XI - Potencializar um fato presente com um fato passado. Sempre que se noticia um fato se acresce com um fato que tenha acontecido antes XI.-Princípio de Unanimidade: busca convergência em assuntos de interesse geral  apoderando-se do sentimento  produzido por estes e colocá-los em contra do inimigo escolhido;

     Uma das mentiras dele foi sair inventando que é o tal "MORAL". Tem tanta moral, mas é esculachado pela maioria da população da BR. Já foi chamado de moleque diversas vezes na imprensa numa briga de cachorro grande que tem com dois Dogs aqui de Zé Doca.

        Diz que é o Moral dos Votos na BR 316, mas gastou 30 milhões de reais pra se eleger deputado estadual, muito mais do que diversos deputados federais e mais do que o senador do Maranhão eleito em 2014, segundo foi reportado pela imprensa e segundo o vídeo áudio que rola nas redes sociais coma  voz do Conselheiro Edmar Cutrim do TCE.

      Seguindo a orientação de Goebbels ele faz tudo pra arrasar a reputação das pessoas que não se entregam à sua liderança.  Aqui em Zé Doca todo mundo sabe que ele escolheu uma família de homens de bem pra esculachar inventando coisas do chefe dela que mora em São Luís, falando coisas deles que em décadas aqui nessa cidade ninguém nunca ouvira falar.

      Mas será que ele tem tanta moral assim mesmo?  Segundo dados do TRE ( Eleições 2016) Vianey Bringel  ganhou a eleição em Santa Inês com 32.874; Fábio Gentil ganhou a eleição em Caxias com 39.171 votos e o segundo colocado teve 37.959 votos; Francisco Nagib em Codó teve 24.359 votos contra 20.339 de Biné Figueiredo.

      Na cidade de Zé Doca, com maior eleitorado na Região Noroeste do Maranhão, as margens da BR 316, com 33 mil eleitores, Josinha Cunha (irmã e tutorada pelo Josimar) teve 12.800 votos numa campanha milionária, enquanto  Zé Costa do PT, numa campanha pobre e modesta teve 10.800 votos; 
      
      Em Araguanã, cidade de eleitorado minúsculo,  menor que o menor bairro de Santa Inês, Valmir Amorim (tutorado de Josimar) teve 3.268 votos contra 2.346 de William, Presidente do Sindicato dos Pescadores; em Centro do Guilherme, onde a mulher do deputada era prefeita, Zé Dário  do PR teve 3.469 votos contra 1.927 de Junior do Chico Pedro, opositor de Josimar. Na cidade de Maranhãozinho, onde ele exerce o mandonismo e humilha e ameaça as pessoas, Auricélio do PR teve 4.994 votos contra 838 do Professor Iris. Newton Belo, onde Roberto do Posto se elegeu por si só com 3.546 votos  e Josimar fez foi atrapalhar, pois sem ele Roberto teria tido mais votos, contra 2.143 votos de Rildo 10. Em Carutapera, André Dourado do PR, teve 4.975 votos, contra 4.497 de Cordeiro de Deus; 2.479 de Dr. Duarte e 850 de Dr.Castelo.

       Pelo que podemos ver todos os votos dados aos tutorados de Josimar do Maranhãozinho somam 29.506 votos. Votos obtidos em cidades minúsculas, com baixo IDH e piores do Maranhão, como Centro do Guilherme,  onde foram gastos milhões em compra de votos, segundo denuncias sérias que tramitam na 0096ª  Zona Eleitoral  de Zé Doca. 

       Só em Zé Doca, segundo denúncias feitas à Justiça Eleitoral e na imprensa foram gastos mais de 10 milhões de reais e a diferença de votos para o candidato Zé Costa, que teve campanha modesta, foi de 2.000 votos, pois o candidato que o enfrentou sem recurso financeiros teve 10.800 votos.

      Vianey Bringel sozinha teve 32.874,  na cidade de Santa Inês,  a quarta maior cidade da Br 316, depois de Caxias , Timom e Bacabal, e ninguém se atreve a chama-la de "Moral da BR" ou sequer "Moral de Santa Inês", e  olha que ela teve quase 3.500 votos a mais do que todos os candidatos de Josimar. 

     Fabio Gentil de Caxias, teve 39,171 votos, portanto quase 10 mil votos a mais dos que os tutorados do Josimar. Até o candidato  Léo Coutinho, perdedor em Caxias, teve 37.959 votos, quase 8 mil a mais dos que o candidatos do Josimar.  Em Timom, maior cidade da BR 316, Luciano Leitoa teve 48. 704 e Alexandre Almeida 38.061 votos. Nenhum desses cidadãos  se apelidam de Moral da BR.

        Pois bem, Josimar paga uma forte propaganda a seu favor para valorizar o seu passe dizendo ser bom de voto e repetirem que ele é o tal e que é rei de votos, mas na verdade ele escolheu pequenas cidades da BR pra despejar milhões  nas campanhas eleitorais. Mas mesmo com muito dinheiro em matéria de votos ele não vale um Fábio Gentil, um Léo Coutinho ou a Vianey Bringel, pois seus votos de prefeito são pífios perto da votação desses.


      Em 2018, quem bancará a campanha milionária de Josimar e Detinha?
 As prefeituras de Zé Doca, Araguanã, Centro do Guilherme, Maranhãozinho, Newton Bello e Caratupera? Ou será o Governo do Estado do Maranhão, com suas fartas emendas? Ou será a Roseana Sarney?  Essas perguntas são difíceis de responder, pois o Deputado pula entre Roseana e Flávio Dino e toda semana muda de lado.  E quanto ao dinheiro das campanhas dele e da esposa, quem sabe se a Procuradoria Regional Eleitoral não seja capaz de descobrir em 2018  o que as Promotorias Eleitorais nas Zonas da BR  não foram capazes de descobrir nessa eleição de 2016.


   O Blog está de olho.
Vejamos 

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Trabalho conjunto da Polícia Civil e Conselho Tutelar de Santa Luzia do Paruá

    Polícia Civil e Conselho Tutelar de Santa Luzia do Paruá intensificam trabalhos de prevenção a prática de atos infracionais nas escolas


       Na manhã do dia 28 de junho de 2017, o Delegado de Polícia Civil Gabriel Tersi, a convite do Conselho Tutelar local, compareceu a escola Hilton de Oliveira Rodrigues, onde juntamente com a conselheira presidente, conversou com pais, alunos, gestores e professores, sobre vários assuntos, dentre eles respeito entre os alunos e os professores, preservação do patrimônio público, consumo de drogas e abuso sexual.
    
     O Delegado fez questão de frisar que o respeito ao corpo de professores é essencial para a boa convivência e para o crescimento dos alunos, bem como o zelo ao patrimônio público é um dever de todos. Que caso assim não seja, os casos de atos infracionais contra honra ou de dano ao patrimônio público serão imediatamente notificados a Polícia Civil para que seja realizado o devido procedimento.

     Nesse sentido, também falou sobre a falsa impressão de impunidade de alguns adolescentes, deixando claro que todos os atos infracionais trazidos ao conhecimento da Polícia Civil são investigados visando a aplicação da medida socioeducativa mais adequada, dentre as dispostas no artigo 103 do Estatuto da Criança e do Adolescente:

     "Art. 112. Verificada a prática de ato infracional, a autoridade competente poderá aplicar ao adolescente as seguintes medidas:

I - Advertência;

II - Obrigação de reparar o dano;

III - Prestação de serviços à comunidade;

IV - Liberdade assistida;

V - Inserção em regime de semiliberdade;

VI - Internação em estabelecimento educacional;"

   A Polícia Civil e o Conselho Tutelar pretendem continuar o trabalho de conscientização e prevenção da população, visando a queda da prática dos atos infracionais na cidade.

Principais Reportagens