Subscribe: FaceBook

Ads 468x60px

sábado, 4 de fevereiro de 2017

MUDANÇA NA CÂMARA DE VEREADORES DE ZÉ DOCA: quem entra e quem poderá sair.

    Na sessão da Corte Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão realizada em São Luís na terça-feira, 31/01/2017, iniciada as 15:00 horas foi deferido o DRAP (Demonstrativos de Regularidades de Atos Partidários), na prática, o processo de registro de candidaturas da coligação “Zé Doca Somos Nós”, também foi feita a ordem de diplomação dos vereadores Alcobaça (PSB), vereador já de quatro mandatos, Raimundo do Sindicato (PCdoB) de três mandatos e vereador Luiz do Igarapé Grande (PMDB) que já entra no segundo mandato. A Ordem de diplomação teve o voto do Relator Desembargador Raimundo Barros, acompanhado dos votos dos desembargadores Sebastião Bomfim e Katia Dias.

    No cenário que se encontra hoje a Câmara de Vereadores, três dos que já foram diplomados devem sair, porém ainda existem dois processos para serem julgados, já que outros vereadores que também disputaram as eleições 2016 esperam pela decisão da justiça para que eles possam assumir a função.

    Nas rodas de conversas, o assunto não é outro. Afinal, quem cai para os três vereadores tomarem posse?
    Com a decisão da Justiça Eleitoral cerca de mais de 4 mil votos foram validados devendo ser feito novo cálculo da atual distribuição das vagas de vereadores.

    Comenta-se que com nova distribuição poderão cair os vereadores Itamar da Canaã (PR), Hênnio Silvestre (PSD) e Professor Marcos Paulo (PT). Vale lembrar que, Hênnio pode continuar por conta do afastamento do vereador Francisco (PSL) que atualmente se encontra na função de Secretário de Saúde. Neste caso quem cai é Edimar Simplício (PSC) que está na condição de suplente. Já Marcos Paulo (PT) ainda aguarda a decisão judicial do julgamento da coligação “Juntos Somos Fortes”, que garantiria o seu retorno ao legislativo municipal.




0 comentários:

Postar um comentário

Principais Reportagens