Subscribe: FaceBook

Ads 468x60px

sábado, 13 de maio de 2017

"Um chicote para chico e outro para Francisco"

    Segundo a opinião popular, Professor Marcos Paulo (PT) é o membro do legislativo que cumpre com sua função, fiscaliza e denuncia descasos do município a fim de que o executivo cumpra com suas obrigações de forma transparente.

    Na última sessão da câmara (12/05/17), professor Marcos Paulo cobrou solução para a falta de transporte escolar na Quadra São Luís, zona rural de Zé Doca, e outros povoados adjacentes. De acordo com o professor, ao assistir uma matéria exibida pela TV Cidade Zé Doca na qual mostrava a situação dos povoados sobre a falta de transporte escolar e a indignação dos moradores; usou a função de vereador pedindo providências para a resolução do problema.

    Também entrou em defesa dos vigias que depois de externarem o descontentamento quanto as condições de trabalho, foram transferidos.

    “ Foi muito propagado a questão de alguns servidores que não estavam em Zé Doca e que estariam recebendo proventos do município em outros municípios, em outro estado, inclusive no Distrito Federal. No entanto, a administração que diz que veio para moralizar o serviço público, que agora os servidores iriam saber como é que o negócio iria funcionar, esqueceu, infelizmente,  de dizer que está utilizando um chicote para Chico e outro para Francisco (nomes fictícios afim de definir que está acontecendo tratamentos diferentes), porque se encontrou essas irregularidades era para se corrigir e não permitir que dentro de casa tivesse acontecendo como hoje está acontecendo. Infelizmente, as pessoas costumam divulgar e noticiar o que tem interesse e fazem questão de divulgar isso aí com muito afinco, mas quando é para retratar as coisas que estão acontecendo dentro de casa todo mundo esquece desse detalhe". Disse professor Marcos Paulo.

   Marcos Paulo deixou claro seu repúdio à atitude da prefeitura ao ignorar o Princípio da Isonomia, isto é, esqueceram o símbolo da democracia, tratar de forma igual as pessoas. Além desse, é perceptível a falta de: Impessoalidade; Legalidade; Moralidade; Razoabilidade; Boa-fé objetiva. 

  



0 comentários:

Postar um comentário

Principais Reportagens