Subscribe: FaceBook

Ads 468x60px

segunda-feira, 5 de junho de 2017

O RECADO DO SERVIDOR: "Queremos novamente sentir que não estamos vivendo numa DITADURA. Queremos ser felizes de novo! É só isso que queremos".

O texto a seguir viralizou pelas redes sociais, o recado do servidor para a Prefeitura Municipal de Zé Doca:
IMPLANTADA EM ZÉ DOCA “A CULTURA DO SILÊNCIO”
      A palavra DITADURA, nos dicionários, ​significa: governo autoritário exercido por uma pessoa ou por um grupo de pessoas, com supremacia do poder executivo, e em que se suprimem ou restringem os direitos individuais.

     "Zé Doca, como a maioria das pequenas cidades do interior do Brasil, tem um povo sofrido, acolhedor e esperançoso. Ano após ano, eleição após eleição, Zé Doca continua com a esperança de dias melhores, de melhor qualidade de vida, de uma vida mais digna. E foi com esse desejo sempre latente, que nosso povo resolveu eleger para gestor público de nosso município, Josimar de Maranhãozinho, na pessoa de sua irmã, Josinha Cunha. Sim, foi a ele que elegemos, votamos em sua irmã, cientes de que, indiretamente, estávamos votando nele. 

    A esperança por dias melhores, às vezes é tão grande, que nos levam a fazer escolhas inusitadas e desesperadas, sem medir as consequências. E foi exatamente isso que ocorreu em nossa cidade, uma escolha desesperada, nos deixou agora, numa situação mais desesperadora ainda. De forma análoga ao que fizeram com nossas árvores, estão fazendo também conosco, desde o início dessa gestão. Cortaram as nossas vozes, podam a  nossa liberdade de expressão, arrancam de nós qualquer grito de socorro, olho para as árvores cortadas e só consigo compará-las a nós mesmos. Estamos completamente emudecidos! Não podemos mais discordar de nada, somos perseguidos por tudo que dizemos ou pensamos. Nossos servidores públicos são covardemente atacados e perseguidos dia e noite, não têm mais direito, sequer, a manifestar indignação. E agora, nosso povo sofre mais um golpe, funcionários concursados que já trabalham há mais dois anos, correm o risco de serem demitidos e de terem suas vidas desgraçadas por um administração opressora, pois essa gestão ditatorial que aqui se instalou, recorreu ao Tribunal de Contas do Estado, para que fosse concedida uma liminar suspendendo todas as 457 nomeações feitas do último concurso. A única palavra capaz de traduzir um ato tão ignóbil, tão vil, tão diabólico é TRAIÇÃO! O nosso povo se sente traído, miseravelmente traído, é tanto absurdo que vem acontecendo em nosso município que já não sabemos a quem recorrer. 

    Por todas parte os servidores são humilhados. Muitos tiveram o seu salário reduzido, aliás, todos tiveram redução salarial, pois algo que nunca tinha acontecido em nossa cidade, por pior que fosse o gestor, aconteceu, que foi a falta de reajuste salarial, isso nunca tinha acontecido, até hoje! Essa gestão não dá o devido valor a nossa gente, quando maltratam um dos nossos servidores, todos nós nos sentimos maltratados. Alguns funcionários estão sem receber seu salário corretamente desde o início do ano. É uma gestão de maquiagem, maquiam os fatos, os acontecimentos, e atacam duramente o funcionalismo público. Colocaram dentro das nossas escolas diretores despreparados, boçais, arrogantes e sem nenhum preparo para o cargo, diretores que humilham e perseguem funcionários das escolas, impedem de assinar o livro de ponto, já nem existe mais livro de ponto, foi terminantemente proibido assinar o livro, o porquê ninguém sabe. A todo momento funcionário é transferido de um local para o outro a pedido desses despreparados diretores escolar. Chegamos a uma situação inacreditável. Alguns funcionários tem até vídeos de flagrantes de professores sendo assediados moralmente por certos diretores. Onde isso tudo vai parar? Será que vamos continuar nesse clima de perseguição e medo? Quando as coisas voltarão ao normal? Quando iremos parar de nos sentir como se estivéssemos em um curral, cercados, presos, isolados do mundo? Pedimos socorro! Pedimos apenas respeito! Parem de atacar os servidores, eles servem à nossa comunidade, dignificam o trabalho público e não pedem muito, pedem apenas respeito. Pedimos também que os nobres vereadores, eleitos pelo povo, parem de fazer papel de inimigo do povo. Parem de usar a tribuna apenas para defender a gestão Municipal. Vocês foram eleitos para defender os interesses do povo e não do deputado Josimar. Não se pode mais assistir a uma sessão na Câmara, sem se sentir com ânsia de vômito, são ataques covardes aos servidores. Quando atacam os servidores, atacam a todos nós. 

    Paguem o que é devido, paguem o salário corretamente, dêem o reajuste salarial, isso é sonegação! É covardia! Deixem os concursados em paz! Fizeram um concurso, passaram por mérito, por conhecimento, têm direito aos seus cargos. Querem exonerá-los para colocar em seus lugares pessoas contratadas, sem nenhum preparo e a um valor miserável, pois essa é a marca registrada dessa gestão. Chega de tanta perseguição! Essa é a pior atitude que um gestor público pode tomar. Tirar o ganha pão destas pessoas é de uma maldade macabra! Pobre Zé Doca! Em quem fostes confiar!? Em quem fostes depositar as tuas esperanças!? 

     Termino esse texto pedindo respeito, queremos alçar bandeira branca, não queremos nos sentir amedrontados, acuados, emudecidos. Queremos um governo justo! Queremos sentir novamente o gosto da liberdade! Queremos novamente sentir que não estamos vivendo numa DITADURA. Queremos ser felizes de novo! É só isso que queremos".




1 comentários:

site marcante disse...

Acontece a mesma coisa na cidade onde trabalho Peixe-Boi/Pará, estamos há 12 anos sem concurso público, sem PCCR, sem aumento e ainda com secretários perseguidores e ditadores.

Postar um comentário

Principais Reportagens