Subscribe: FaceBook

Ads 468x60px

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Vereador Marcos Paulo defende a preservação do meio ambiente e critica a prefeitura que mesmo sem licença ambiental derrubou centenas de árvores em Zé Doca

     Na última Sessão da Câmara realizada na sexta-feira, 02\06\2017, vereador Marcos Paulo ressaltou a importância dos cuidados com o meio ambiente, até o momento é o único membro do legislativo que se demostrou incomodado com os cortes das árvores em Zé Doca.


    Na tribuna, falou sobre o dia 5 de junho (Dia Mundial do Meio Ambiente), e lembrou sobre a Conferência de Estocolmo, quando a data foi estabelecida em 1972, a partir daí, iniciou-se uma mudança no modo de ver e tratar os temas ambientais, além de ser estabelecido princípios afim de orientar a política ambiental. Mesmo com o avanço, ainda existe muito desmatamento e falta de compromisso com essa forma de pensar.

    Vereador Marcos Paulo no uso da palavra também enfatizou que os recursos naturais não são fontes inesgotáveis, e usou o exemplo da região da mata onde até o final da década de 90 (noventa), tinha florestas, e passado o tempo as árvores foram derrubadas, e que agora, a população sofre as consequências dessa ação da mão do homem.

    Diante de tudo isso, Marcos Paulo entrou em defesa do meio ambiente criticando o executivo que deveria ser incentivador da preservação, mas tem derrubado diversas árvores em Zé Doca.
 
Vereador Marcos Paulo
  ”O município começou a derrubar árvores sem nenhum tipo de planejamento, não houve um critério, uma licença ambiental, até porque se tivesse teria sido divulgada. Quando falamos em arborização principalmente na zona urbana, estamos evitando temperaturas mais altas, se levantarmos um estudo sobre  as temperatura de Zé Doca ao longo dos últimos anos vamos perceber que houve um grande aumento de temperatura no município, fica claro a importância dessas árvores  que foram derrubadas para o meio ambiente e para a população. Além de servir como beleza, serve para abrigar a vida silvestre, reduzir o consumo de energia, produzir sombreamento, diminuir temperatura, além de ajudar na qualidade do ar que respiramos entre muitos outros benefícios. Centenas da arvores foram cortadas em Zé Doca. Aí eu pergunto: QUAL FOI O CRITÉRIO ADOTADO PELO MUNICÍPIO?” (Marcos Paulo).

       Vereador Marcos Paulo ainda disse que se a intenção era plantar novas árvores poderiam ter feito isso antes das derrubadas, seria mais significativo e contribuiria com a população ao contrário de chegar e devastar. Uma árvore como as que foram cortadas, duram em média 15 anos para crescer e florescer.

    “Independentemente da posição social ou política, devemos ter cuidado com o meio ambiente, se não tivermos, quem terá? ”. Indagou Marcos Paulo ao finalizar seu discurso.


1 comentários:

JOSÉ RAIMUNDO MENDONÇA disse...

Ja derrubaram as árvores os barracos construídos locais de vendas sem qualquer respeito as pessoas nem os mortos livraram dessa e so o começo pra onde vai os mototaxistas vendedores ambulantes ainda comentam que ta na mira o concurso publico feito pelos seus aliados que garantiram a eleição de sua irmã .como fica esses aliados NATINHO Dr Alcir pra mim foi o melhor prefeito dessa Cidade além dos vereadores o apoiaram e nunca questionaram o concurso ande tavam e a onde estão os professores que fizeram excursão para ajuda enganar os desavisados de Zé doca precisava de uma Administração assim

Postar um comentário

Principais Reportagens